logo

Como Trabalhamos

A Céu Aberto Filmes se dedica exclusivamente aos casamentos na praia, no campo e na fazenda (ou numa casinha de sapê), mini-weddings, destinations weddings e casamentos rústicos/alternativos. Somos de São Paulo/SP, mas viajamos pra tudo quanto é canto.

E como é que é isso aí de fazer filme, hein?

Vai lá, aperta o REC, corre pra lá, corre pra cá, edita, põe música, tira música, troca música, corta a cena da tia roubando doce (ou deixa a cena da tia roubando doce)?

Peraí que a gente te explica.

Vamos do começo. Não tenha pressa, você está decidindo sobre o vídeo do seu casamento, isso é importante demais. A gente sabe que você corre no dia-a-dia feito o urso maluco do Pica-Pau, mas certas coisas tem que ser vistas com carinho. Então pega um café, senta, respira e dá um rolê pelo nosso site. Veja os nossos vídeos, nossas opções (pode chamar de “pacotes” ou “combo” que a gente não liga), baixe nosso orçamento, fique à vontade.

Depois, talvez você queira saber: Por que a gente faz filmes de casamento? E como é o processo, o nosso trabalho?

Você já teve ter lido por aí um destes textos básicos: “amo meu trabalho”, “registramos os melhores momentos do seu casamento”, “gostamos de registrar a emoção das pessoas, essa é nossa arte”, “todo casamento é único e por isso seu vídeo de casamento tem que ser único”… E por aí vai.

A gente não vai te repetir isso tudo, porque são coisas que você já sabe.

Somos um grupo de pessoas que se juntou depois de trabalhar muito no mercado Audiovisual e fazer muito vídeo de casamento. A gente já teve alegrias nesse trabalho, a gente já se ferrou – e como nos ferramos! – mas a gente tenta aprender, a gente já correu, já chorou e já riu com uma porrada de casais. Somos profissionais que já estão no mercado de vídeos de casamentos há muitos anos, misturados com pessoas mais novas e ávidas por novidades. Com isso, temos a experiência e o aprendizado de uns, com a contemporaneidade de outros.

E por que entramos nessa de filmes de casamento? Porque queremos contar histórias. Tem uma palavra em moda agora: Storytelling. É isso que o Cinema, em sua essência, é pra gente: histórias. Somos um bando de fanáticos por histórias.

E adivinha quem tem uma história pra contar? Você.

Então esse é nosso combinado: você tem uma história pra ser contada, e nós temos as ferramentas e a vontade de contá-la. A gente junta tudo, mexe e remexe, joga uns temperos, faz umas mágicas e sai um vídeo de casamento do liqüidificador.

E como que funfa esse liqüidificador? Vamos lá:

No dia do casamento, começamos o registro pelos Making Ofs. É noiva se arrumando (normalmente ela demora algumas horas), noivo se arrumando (uns 15 minutos), e o pessoal dando aquele trato na decoração e ajeitando tudo. Depois gravamos a cerimônia (um dos momentos mais emocionantes), e depois a festa (eita povo animado). Usamos luz para filmar apenas se necessário (e quase nunca é), e se isso ocorrer, a luz será usada de modo discreto. Aliás, os noivos e convidados devem ficar sempre à vontade, por isso atuamos com discrição.

Nós não temos escritório fixo, porque todos da equipe preferem trabalhar em casa, sem amargar no trânsito perdendo horas de produtividade, a saúde física e a sanidade mental. Mas o grupo se reúne sempre em um espaço compartilhado de coworking (se você não sabe o que é isso, clique AQUI), em um ambiente moderno, descontraído e gostoso (e mais produtivo!), e podemos te convidar para tomar um café  (ou um suco? cê que manda) aqui neste espaço (utilizamos sempre os mesmos dois espaços coworking, um no bairro de Pinheiros e um na Vila Mariana, ambos em São Paulo). Ou se preferir, nós vamos até você! Aqui no espaço, podemos marcar de segunda à sexta, das 10h00 às 18h00 (dependendo do dia, até 20h00). Se preferir que a gente vá até você, pode ser fora do horário comercial e até mesmo aos fins de semana, é só combinarmos.

Trabalhamos apenas com uma equipe fixa, ou seja, não fazemos mais que um casamento por dia. E já lidamos com muita correria e muita demora para entrega dos vídeos, porque não tem jeito: pra fazer bem feito, com amor e fazer com que o trabalho seja realmente singular, demora mesmo. É arte, e não uma “linha de produção”. Por isso, hoje nós limitamos o número de casamentos que realizamos por ano, para garantir prazo e qualidade para nossos clientes. Por isso, quando um casal fecha uma data conosco, essa data é só dele.

“E que equipamento vocês usam?” Olha, o equipamento é importante sim, porque é nossa ferramenta (e uma ferramenta tem que ser adequada para o trabalho designado), mas nossos instrumentos de trabalho mais importantes são nosso olhar, nossa sensibilidade, nossa cabeça e nosso dedo (pra poder apertar o REC na hora certa). Mas se você quiser mesmo saber, usamos câmeras Sony, Panasonic e Canon, dependendo da situação e da necessidade. Os modelos variam, porque hoje em dia, sai coisa nova a cada 3 meses e  lá vamos nós gastar nossas economias com brinquedinhos novos (maldita tecnologia, mal posso ver seus movimentos!). Usamos ainda muitas lentes e acessórios (tripés, monopés, sliders, steadicam, gravadores de áudio, microfones, etc). Também oferecemos a opção extra de contratar um Drone, mas depende do clima no dia (com chuva não rola, mas NO SEU CASAMENTO NÃO VAI CHOVER, AMÉM), e nunca sobrevoamos durante a cerimônia, por questões de segurança e porque mesmo os melhores drones são um pouco barulhentos. Fica complicado na hora que você for dizer “SIM!” ouvir aquele barulho que mais parece um enxame de abelhas enfurecidas. Fora o fato de que TODO MUNDO fica olhando o tal do objeto voador ao invés de olhar para os noivos casando, então nós o usamos em momentos pontuais, quando contratado.

Depois do dia do casamento, nós vamos editar seu vídeo. Aí é que está a maior parte da mágica. A edição é que vai determinar a personalidade mais marcante do seu filme. É onde colocamos o ritmo, destacamos as emoções, fazemos a coisa toda ficar emocionante e divertida.

É isso. Se você teve paciência de ler tudo isso, ficamos gratos. Se tiver alguma dúvida ou quiser bater um papo, é só dar um grito!